Melhores petiscos para acompanhar cerveja

Nós já falamos aqui sobre vários assuntos relacionados as cervejas artesanais desde Tipos de cervejas a como harmonizar cervejas e seus pratos preferidos… Mas hoje vou fazer algo um pouco diferente.

Eu sei que adoramos cervejas artesanais, mas degustar cervejas apenas não dá, tem que ter petiscos para acompanhar cerveja, e acabamos sempre comendo algo para acompanhar e desta vez vou dar duas receitas e ainda indicar a harmonização ideal para você “lamber os beiços”.

Vamos as receitas de petiscos para acompanhar cerveja:

Bolinho de bacalhau

Rendimento: 15 bolinhos

Ingredientes                                      Quantidade 

Batata monalisa                               200 Gramas

Bacalhau demolhado                       200 Gramas

Cebola pera bem picada                 100 Gramas

Salsa finamente picada                    5 Gramas

Azeite extra virgem                          10 ML

Sal                                                    Q.B.

Pimenta do reino preta moída          Q.B.

Ovo tipo extra                                   1 UNI

Óleo de milho                                   Q.B.

Pimmenta Piripiri                              Q.B.

Modo de preparo

Cozinhar a batata inteira com casca. Descascar e fazer um purê. Escaldar o bacalhau, escorrer, limpar e desfiar muito bem. Refogar a cebola no azeite. Misturar o purê, o bacalhau desfiado, a cebola, a salsa, o azeite, o sal e a pimenta do reino. Incorporar o ovo batido, aos poucos, ligando bem a massa. Fazer quenelles e reservar refrigerado. Fritar por imersão no óleo de milho. Servir imediatamente acompanhado da pimenta piripiri.

Receita clássica da culinária portuguesa, leve bem tranquila de se comer. Para harmonizar eu indico o estilo Wit Beer, estilo clássico de cerveja de trigo da Bélgica, com notas de especiarias e citricas.

 

CHICONS AU GRATIN (ENDÍVIAS GRATINADAS)

Rendimento:  4 Porções

Ingredientes                                                                                 Quantidades

Manteiga integral sem sal                                                            100 Gramas

Endívia fresca                                                                              8 UNI

Sal refinado                                                                                  Q.B.

Salsa crespa fresca                                                                      Q.B.

Farinha de trigo                                                                            50

Gramas Pimenta do reino preta em grão                                     Q.B.

Leite integral                                                                                 350 ML

Creme de leite fresco                                                                   350 ML

Noz moscada                                                                               Q.B.

Queijo Gruyère                                                                             200 Gramas

Presunto cru fatiado                                                                     140 Gramas

Modo de preparo: 

Em uma frigideira adicionar as endívias, metade da manteiga(50g), sal e a pimenta e polvilhar com a salsa. Tampar e cozinhar por 5 minutos. Reservar. Derreter a outra metade da manteiga e adicionar a farinha de trigo e adicionar o leite, mexendo continuamente. Deixar em fogo brando por 5 minutos. Temperar com sal e noz moscada e incorporar 1/3 (75g) do Gruyère ralado. Aquecer o forno a 200ºC. Untar uma forma refratária com manteiga. Colocar as endívias envolvidas em uma fatia de presunto. Regar com o molho e polvilhar com o resto do queijo Gruyère. Levar ao forno para gratinar.

Receita clássica da Bélgica, bem complexa e bastante intensa. Para harmonizar eu  indicaria uma Oud Red ale, um dos estilos mais complexos de cerveja, apresenta no aroma notas de frutas, como cereja e ameixa. Maturada em barris de carvalho por pelo menos 2 anos adquiri notas de baunilha e que é balanceada com notas de malte. Também tem na sua acidez fator importante, pois é maturada em barricas envelhecidas que normamente contém lactobacilos.

O que me ajudou bastante foi um Guia que um especialista escreveu (O cara é sommelier de cerveja e Chefe de cozinha), lá ele explica tudo direitinho, tipos de harmonização, como degustar cervejas, temperatura ideal para consumir cada tipo de cerveja, e ainda dá mais de 20 jantares completos com as receitas passo a passo, é perfeito. Clica no link ai embaixo e veja:

http://harmonizacao.beerfc.com.br/trilha-harmonizacao-cerveja

E vocês quais os petiscos para acompanhar cerveja que vocês mais gostam?