Principios da harmonização de cervejas

Principios da harmonização de cervejas

Olá tudo bem você sabia que as cervejas são os produtos ideais para a acompanhar comidas na mesa?

Mas e o vinho? Você vai me perguntar… O vinho também é ótimo, porém existem alguns produtos que o vinho não consegue acompanhar e acaba fazendo com que refeição não fique legal, são eles:

Chocolate;

Ovos;

Alguns tipos de queijos;

Sobremesas mais fortes;

Já a cerveja consegue acompanhar todos os tipos de culinárias, seja Indiana, Brasileira, Japonesa e ainda harmonizar com estes outros ingredientes que o vinho escorrega.

Se você gosta de cervejas e adora comida fique tranquilo sempre vai existir uma cerveja que vai harmonizar com seu prato preferido, se você não encontrou ainda é porque não procurou direito.

Agora vou colocar alguns princípios básicos aqui embaixo para ajuda-lo nesta busca  “A procura da harmonização perfeita!”.

Peso=peso /Intensidade: Alimento mais leve cervejas mais leves, alimentos com sabor mais intenso cervejas mais fortes.

Similaridade / Semelhança: Sabores parecidos, notas de aromas parecidas também ajudam na harmonização.

Contraste: A cerveja tem algumas características que ajudam a minimizar sabores e sensações que, em demasia, acabam prejudicando a experiência. Ou mesmo, para realçar o contraste entre sensações e tornar o gosto uma experiência única.

Complementação: Sabores que se complementam e causam ótimas combinações.

Estes são apenas alguns macetes sobre harmonização de cervejas, tem muito mais coisa pra aprender e o melhor de tudo, é que a melhor forma de aprendizagem em harmonização de cervejas é testando as combinações de cervejas e comidas, sem dúvida esta é a melhor parte de tudo, nem sempre vai dar certo, mas quando dá é fantástico, seguindo estes princípios suas chances de acertar serão muitas, não tenha  medo.

Se você quiser saber mais sobre harmonização de cervejas é só deixar o seu e-mail.

Um abraço!

Até mais